Estado de Goiás

Língua Brasileira De Sinais - LIBRAS  

 

Ementa

História da Educação Especial, Paradigma Inclusivo, Legislação. Filosofias educacionais de atendimento aos Surdos. Cultura Surda. Aquisição da LIBRAS: Conversação e interpretação.

 

Carga horária

60 horas / 04 créditos

 

Bibliografia Básica

FELIPE, T.; MONTEIRO, M. S. LIBRAS em Contexto: Curso básico. Brasília: Ministério da Educação e do Desporto / Secretaria de Educação Especial, 2001.

MAZZOTTA, M. J. S. Educação Especial no Brasil: história e políticas públicas. São Paulo: Cortez, 1998.

PIMENTA, N.; QUADROS, R. M. Curso de LIBRAS 1: iniciante. 3. ed. Porto Alegre: Pallotti, 2008.

 

Bibliografia Complementar

BRASIL, Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial. Ensino da Língua Portuguesa para surdos. MEC/SEESP, vol. 1 e 2, 2002.

STROBEL, Karin Lílian; FERNANDES, Sueli. Aspectos Línguísticos da LIBRAS. 1998. Disponível em : http:/www.librasgerais.com.br/materiais-inclusivos/downloads/Aspectos-linguisticos-da-LIBRAS.pdf. Acesso em 22/03/2016.

GESSER, Audrei. LIBRAS? Que Língua é Essa?: Crenças e preconceitos em torno da língua brasileira de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

 

Objetivos

Conhecer a origem da Língua de LIBRAS.

Compreender a importância da língua de LIBRAS para inserção do surdo em qualquer grupo social.

Proporcionar a comunicação com surdos, favorecendo o relacionamento com aluno deficiente auditivo e sua inclusão social no processo educativo.

 

Competências

Conhecer quem é o surdo, diminuindo assim a discriminação.

Analisar como os fatos históricos que contribuíram para descriminação e segregação das pessoas surdas.

Compreender os Fundamentos Linguísticos e utilização prática da LIBRAS.

Desmistificar concepções inadequadas sobre a língua de sinais.

Conhecer a legislação que regulamenta a LIBRAS.

Criar possibilidades de comunicação com pessoas surdas.

Desenvolver a comunicação em LIBRAS.

 

Professora responsável

Meire Borges de Oliveira Silva